LABPAC_logo.jpg

 

Para saber mais sobre o patrimônio cultural:

Referências bibliográficas

 

 

 

Arquivos institucionais, centros de documentação e acervos arquivísticos

 

ALBERCH FUGUERAS, Ramón, CRUZ MUNDET, José Ramón. Archívese! - los documentos del poder, el poder de los documentos. Madrid: Alianza Editorial, 1999.

 

ALBERCH FUGUERAS, Ramón, BOIX LLONCH, Lurdes, NAVARRO SASTRE, Natàlia, VELA PALOMARES, Susanna. Archivos y cultura: manual de dinamización. Gijón (España): TREA, 2001. (Biblioteconomía y Administración Cultural, 48).

 

BELLOTTO, Heloísa LiberalliArquivística: objetos, princípios e rumos. São Paulo: Associação de Arquivistas de São Paulo, 2002. (Scripta, 1)

 

BELLOTTO, Heloísa LiberalliArquivos permanentes: tratamento documental. S.Paulo: T.A.Queiroz, 1991.

 

CAMARGO, Ana Maria de Almeida. O público e o privado: contribuição para o debate em torno da caracterização de documentos e arquivos. Arquivo: boletim histórico e informativo,São Paulo, v.9, n.2, p.57-64, jul./dez.1988.

 

CAMARGO, Ana Maria de Almeida. Os arquivos da Polícia Política como fonte. Registro - Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba, Indaiatuba (SP), v.1, n.1, jul. 2002, p.7-13.

 

CASTILHO, Ataliba Teixeira de(org.). A sistematização de arquivos públicos. Campinas (SP): Editora da UNICAMP, 1991.

 

CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS. Comissão ad hoc para as normas de descrição. ISAD (G): normas internacionais de descrição em arquivo. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1998. (Publicações técnicas, 48)

 

COOK, Terry. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento arquivístico comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v.11, n.21, 1998, p.129-149.

 

Dicionário de Terminologia Arquivística. São Paulo: AAB-SP, Secretaria de Estado da Cultura, 1996.

 

DOLLAR, Charles. Prática e Teoria Arquivística e Informática: algumas considerações.Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba], Indaiatuba-SP, n. 4, p. 7-18, jul.2005.

 

DURANTI, Luciana. Registros documentais contemporâneos como provas de ação. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v.7, n.13, 1994, p.49-64.

 

ESPOSEL, José Pedro. Arquivos: uma questão de ordem. Niterói (RJ): Muiraquitã, 1994.

 

FARIA Filho, Luciano Mendes de (org.). Arquivos, fontes e novas tecnologias: questões para a história da educação. Campinas (SP): Autores Associados, Bragança Paulista (SP): Universidade São Francisco, 2000(Coleção Memória da Educação)

 

FONSECA, Maria Odila. Informação, arquivos e instituições arquivísticas. Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, v.1, n.1, p.33-44, jan/jul. 1998.

 

GONÇALVES, Janice. Como classificar e ordenar documentos de arquivo. São Paulo: Arquivo do Estado e Imprensa Oficial do Estado, 1998. (Como fazer, 2)

 

GONÇALVES, Janice. Arquivos e História: perspectivas. Esboços [revista do PPG em História da UFSC], Florianópolis, v.17, p.205-211, 2007.

 

GONÇALVES, Janice. Arquivos e movimentos sociais. Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba], Indaiatuba-SP, n. 4, p. 45-55, jul.2005.

 

GONÇALVES, Janice. Os arquivos no Brasil e sua proteção jurídico-legal. Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba], Indaiatuba-SP, n. 1, p. 28-43, jul.2002.

 

GONÇALVES, Janice. Sombrios umbrais a transpor: arquivos e historiografia em Santa Catarina no século XX. São Paulo, 2006. Tese (Doutorado em História Social). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade
de São Paulo.

 

GONÇALVES, Janice. Tais arquivos, quais memórias?. Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba], Indaiatuba-SP, n. 3, p. 34-42, jul.2004.

 

HEYNEMANN, Cláudia. Pesquisando a memória: o Arquivo Nacional entre a identidade e a história. Acervo, Rio de Janeiro, v.4, n.2/v.5, n.1, jul-dez.1989/jan-jun.1990. p.69-83.

 

JARDIM, José Maria. Sistemas e políticas públicas de arquivos no Brasil. Niterói: Editora da UFF, 1995.

 

JARDIM, José Maria. Transparência e opacidade do Estado no Brasil: usos e desusos da informação governamental. Niterói, RJ: Editora da UFF, 1999.

 

LOPEZ, André Porto Ancona. Como descrever documentos de arquivo: elaboração de instrumentos de pesquisa. São Paulo: Arquivo do Estado e Imprensa Oficial do Estado, 2002. (Como fazer, 6)

 

LOPEZ, André Porto Ancona. Documento e História. In: MALERBA, Jurandir (org.). A velha história: teoria, método e historiografia. Campinas (SP): Papirus, 1996. p.15-36.

 

LOPEZ, André Porto Ancona. O historiador e a organização documental; Arquivística e Revolução Documental. In: Tipologia documental de partidos e associações políticas brasileiras. São Paulo: Loyola, 1999. p.25-46.

LOPEZ, André Porto Ancona. Utilização de recursos informáticos nos arquivos: algumas diretrizes. Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba],Indaiatuba-SP, n. 4, p. 56-64, jul.2005.

 

MACHADO, Helena Corrêa. Critérios de avaliação de documentos de arquivo. Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, v.9, n.3, p.10-13, dez.1981.

 

MENNE-HARITZ, Angelika. Avaliação ou Documentação: podemos avaliar arquivos através da seleção de conteúdos? Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba], Indaiatuba-SP, n. 4, p. 19-34, jul.2005.

 

OLIVEIRA, Daíse Apparecida. Os arquivos municipais brasileiros: estratégias para a modernização da gestão pública. Registro [Revista do Arquivo Público Municipal de Indaiatuba], Indaiatuba-SP, n. 4, p. 35-44, jul.2005.

 

PAES, Marilena Leite. Arquivo: teoria e prática. 2 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1991.

 

ROUSSEAU, Jean-Yves, COUTURE, Carol. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Dom Quixote, 1998.

 

SCHELLENBERG, T.R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1973.

 

SCHELLENBERG, T.R. A avaliação dos documentos públicos modernos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1959.

 

SCHELLENBERG, T.R. Documentos públicos e privados: arranjo e descrição. 2 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1980.

 

SILVA, Armando Malheiro da, et al. Arquivística: teoria e prática de uma ciência da informação. Porto: Afrontamento, 1999.

SILVA, Zélia Lopes da (org.). Arquivos, Patrimônio e Memória: trajetórias e perspectivas. São Paulo: Editora da UNESP, FAPESP, 1999.

 

SOLIS, Sydney S.F., ISHAQ, Vivien. Proteção do patrimônio documental: tutela ou cooperação? Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, n.22, 1987, p.186-190.

 

TESSITORE, Viviane. Como implantar centros de documentação. São Paulo: Arquivo do Estado e Imprensa Oficial do Estado, 2003. (Como fazer, 9)

 

TESSITORE, Viviane. Os arquivos fora dos arquivos: dimensões do trabalho arquivístico em instituições de documentação. São Paulo: Associação de Arquivistas de São Paulo, 2002. (Scripta, 4)

 

 

 

Página atualizada
em 06/jun/2011


Voltar à página
de abertura do LabPac