LABPAC_logo.jpg

 

I Jornada Catarinense de Estudos sobre Patrimônio Cultural

 

 

 

jornada_imagem.JPG

 

Data: 2 de maio de 2011

Local: Auditório do Centro de Ciências Humanas e da Educação (sala 42, 2º. andar),  Universidade do Estado de Santa Catarina (Avenida Madre Benvenuta, 2007, Bairro Itacorubi, Florianópolis).

Vagas: limitadas (90 pessoas). Esgotadas.

Importante: o evento poderá ser acompanhado através da Internet, no seguinte endereço: http://www.labpac.faed.udesc.br/aovivo
É necessário que seja utilizado o navegador “Explorer”.

Inscrições: gratuitas, feitas pela Internet, até 23 de abril. Encerradas.
Todos os participantes que comparecerem ao evento e que tiverem realizado sua inscrição no período previsto receberão declaração de participação.

Promoção: Laboratório de Patrimônio Cultural – LabPac (FAED/UDESC)

Programação:

 

9h30min

Abertura do evento

Mesa redonda 1:

Lidar com os acervos: descobertas e desafios.

 

Hélio Tadeu Moreira Júnior (Fundação Hassis)

 

Graduando em História pela UDESC, Hélio Tadeu Moreira Júnior, na condição de aluno da disciplina de Prática Curricular – Patrimônio Cultural, em 2007, teve como campo de atuação a Fundação Hassis e, pouco depois, foi convidado a atuar regularmente na instituição. Tendo elaborado e coordenado vários projetos na Fundação, apresentará algumas das linhas de trabalho desenvolvidas e a desenvolver em relação ao acervo.

 

Estela Maris Sartori Martini

 

Graduada em História e Mestre em Educação pela UDESC. Foi aluna da primeira turma da disciplina de Prática Curricular – Patrimônio Cultural, em 2006, tendo como campo de atuação o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina.

 

Coordenadora da mesa:
Profa. Dra. Maria Teresa Santos Cunha (UDESC, LabPac)

 

 

13h às 13h50

Mostra de vídeos (de trabalhos realizados pelos alunos da disciplina Prática Curricular – Patrimônio Cultural, Graduação em História da UDESC).

 

Aquecendo memórias (elaborado pelos graduandos Mariana Jucá de Mello e Paulo Minardi)

 

Saboreando memórias: o “fazer” e a celebração do pão de milho em São Bonifácio/SC (elaborado pelos graduandos Carlos Klann e Rafael Boeing)

 

Sabores da tradição: modos de fazer na gastronomia da Ilha de Santa Catarina (elaborado pelos graduandos Gisele Palma, Danilea Xikota e Matheus Santiago).

 

14h às 16h

Mesa redonda 2:

Universidade e instituições guardiãs de acervos: diálogos possíveis.

Christiane Castellen (Museu Histórico de Santa Catarina)

Arte-educadora que atuou durante vários anos do Museu de Arte de Santa Catarina, Christiane Castellen vem se dedicando, nos últimos dois anos, a conhecer mais profundamente e repensar o Museu Histórico de Santa Catarina. Neste período, o Museu Histórico recebeu três equipes da disciplina de Prática Curricular – Patrimônio Cultural, do Curso de História da UDESC.

Eliane Veras da Veiga (Casa da Memória – Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes)

Arquiteta de formação e mestre em História, Eliane Veras da Veiga atua na Casa da Memória, coordenando, em especial, o projeto “Memória de Bairros”, ao qual já se vincularam várias equipes da disciplina de Prática Curricular – Patrimônio Cultural, do Curso de História da UDESC.

 

Coordenadora da mesa:
Profa. Dra. Janice Gonçalves (UDESC, LabPac)

 

16h30 às 18h30

Mesa redonda 3:

Os profissionais de História nas instituições guardiãs de acervos.

Karla Fonseca 

Graduada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina, Karla Fonseca atuou recentemente na Fundação Catarinense de Cultura, vinculada à Diretoria do Patrimônio Cultural (foi Gerente de Patrimônio Cultural). Na Diretoria, acompanhou mais diretamente o cotidiano de trabalho ligado à preservação do patrimônio edificado, mas também esteve envolvida nas discussões e decisões relativas à Biblioteca Pública do Estado.

Letícia Bauer

Doutoranda em História (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Letícia Bauer atuou como pesquisadora do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e dirigiu o Museu das Missões (em São Miguel das Missões, RS). Foi pesquisadora e coordenadora executiva do Projeto Victor Meirelles - Memória e Documentação, desenvolvido pelo Museu Victor Meirelles (em Florianópolis, SC) e pelo  IBRAM/ MinC.

 

Coordenadora da mesa:
Profa. Dra. Viviane Trindade Borges (UDESC, LabPac)

 

19h30

Conferência:

Repensar as fronteiras entre arquivos e coleções: os objetos nos arquivos.

Profa. Dra. Ana Maria de Almeida Camargo (Universidade de São Paulo)

Ana Maria de Almeida Camargo, professora do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo desde 1969, é uma das mais destacadas profissionais da área de arquivos, no Brasil. Dirigiu o Arquivo do Município de Rio Claro, em São Paulo, por dez anos (até 1990); integrou-se ao processo de implantação do Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo (SAESP), na década de 1980, e do Sistema de Arquivos da Universidade de São Paulo (SAUSP), a partir de 1996.  É consultora da equipe responsável pelo tratamento arquivístico do arquivo privado de Fernando Henrique Cardoso. Além de sua atuação direta junto a instituições da área de arquivos, tem destaque sua sofisticada reflexão teórica sobre os acervos arquivísticos.

 

 

   Mais informações: jornada.labpac@gmail.com

 

 

Página atualizada
em 30/04/2011

Voltar à página
de abertura do LabPac